Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ossapossabembeijar?

Um canto despretensioso que fala de nada e de pouco ... mas onde se pode sentar tranquilamente e não pensar! Um pedaço onde vale a pena esperar ... por "porra" nenhuma ...

Um canto despretensioso que fala de nada e de pouco ... mas onde se pode sentar tranquilamente e não pensar! Um pedaço onde vale a pena esperar ... por "porra" nenhuma ...

08
Nov19

#155 | Desafio de escrita dos pássaros #9

ossapossabembeijar

Assustado, vi um mar verde pérola …

A música suave e o aroma de incenso relaxaram-me profundamente. Estava deitado e lentamente fechei os olhos e apaguei-me.

De repente sinto uma mão forte agarrar-me pelo tornozelo e a erguer-me desamparado. Estou no meio de um turbilhão de fumo que rodopia a grande velocidade. Grito, mas só ouço aquele som forte do vento a zumbir enquanto me elevam pelas argolas de névoa. Com pânico nos olhos vejo cada vez mais longe a cama onde me deitara.

Sou atirado de costas contra algo macio mas duro. Assustado, vejo um mar verde pérola e pequenas ondas que ritmadamente esfrangalham-se nos pés. Estou numa praia de areia clara e águas quentes, rodeado de vegetação tropical. Não vejo ninguém e reparo que estou nu.

Porra não fiz a depilação!, penso.

Imediatamente surge um tentáculo rosado da areia que me agarra a coxa. Apavorado, vejo emergir um polvo gigante. Outros tentáculos enrolam-se no meu tronco e puxam-me para o mar. Em pânico espeto as mãos na areia e tento segurar-me. Em vão …

Arrastado, sou engolido mar dentro. Abro os olhos e vejo raios de luz que iluminam corais e peixes de cores e efeitos inacreditáveis.

Estou sem ar mas vejo uma sombra que rapidamente enfrenta o polvo que me liberta. Sou empurrado para a superfície. Respiro ofegante várias vezes.

A mulher sorri-me com uns lábios maravilhosamente desenhados e diz-me com voz cristalina:

Desafio dos pássaros, hein?”.

Dá-me a mão e conduz-me para a areia. Também estava nua e o corpo é deslumbrante. O toque e a elegância dos gestos sossega-me. Sorrio 

Deita-se em cima de mim. Coloca os lábios macios e quentes nos meus beijando-me intensamente. Aos poucos as línguas enrolam-se dançando imersas num mar de saliva.

As mãos quentes percorrem-me o corpo com as unhas a sulcarem-me a pele, enquanto espeta-me os mamilos no peito.

Com os olhos focados nos meus, agarra-me o tesão e penetra-me nela, devagar, abrindo a boca enquanto a preencho. Encaixada, dança suavemente sob o meu ventre e geme baixinho acompanhado o ritmo …

Ouço um berro … que me desperta violentamente.

Abro os olhos e vejo a Márcia, com uma fita branca na mão cheia de pelos colados, olhando-me atordoada e curiosa.

Foco-me e percebo imediatamente que tinha sido eu a gritar daquela forma:

Oh f*dasse estou na esteticista!.

Sigo-lhe o olhar e coro  quando percebo que o sonho está refletido no volume que se ergue pujante do meu corpo …

60 comentários

Comentar post