Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ossapossabembeijar?

Um canto despretensioso que fala de nada e de pouco ... mas onde se pode sentar tranquilamente e não pensar! Um pedaço onde vale a pena esperar ... por "porra" nenhuma ...

Um canto despretensioso que fala de nada e de pouco ... mas onde se pode sentar tranquilamente e não pensar! Um pedaço onde vale a pena esperar ... por "porra" nenhuma ...

13
Set19

Desafio de escrita dos pássaros #1 | #55 | Os problemas em grupo ... à Jacinto claro!!!

ossapossabembeijar

O meu primo Alfredo casa daqui a duas semanas.

Ele e a Vera fazem um casal giro mas diferente. Ela é organizada, metódica e segura (preparou-se para casar). Ele é caótico, irresponsável e farrista (ainda não percebeu que vai casar).

Sim, ele sabe que fazem sexo. E oxalá seja "à fartazana". (Percebi "canzana",erradamente). Mas casar não é só isso.

Preocupado, o tio Jacinto resolveu sensibiliza-los para os desafios dos pássaros que vão enfrentar.

No sábado passado, sentaram-se à varanda. A Rosa fez bolo de ananás, pastéis de bacalhau e moelas. Havia broa, cerveja e sumol de maracujá.

Eles estavam nervosos (a Vera desconfortável). O tio tinha prometido à mulher que seria cauteloso e que nunca "ordinário" com a moça (ela queria o Alfredo fora de casa e a Vera era a solução).

"- Bom, queria falar convosco por causa do casamento. É bom, mas também traz muitos problemas, e quero saber se sabem o que fazer quando acontecer", disse o tio.

A Vera estremeceu e o Alfredo agarrado às moelas com um palito na boca.

"- Sim Sr. Jacinto, nós amamo-nos e vamos ser muito felizes juntos", disse a Vera.

A tia Rosa soltou um suspiro de alívio: "- Oh filha, claro que vão e se o menino portar-se mal eu ponho-o na linha".

O Alfredo espantado porque já sobrava para ele.

"- Queria dar-vos o conselho que usamos e por isso somos um casal invejado na freguesia", diz o tio.

A Vera sorriu, e sentou-se melhor na cadeira. Apoiou-se na perna do Alfredo mas nem reparou.

O tio Jacinto disse então: "- No casamento são dois a trazer problemas, mas não são dois para os resolver. Para evitar confusão devem dividir os problemas entre grandes e pequenos e cada um trata de um grupo".

"- Que problemas ficaram com a Dona Rosa?", interessou-se a Vera.

"- Por amor, deixei a Rosa ficar com os problemas pequenos: os filhos, a casa, a comida, as festas, essas coisas mais fáceis", disse o tio.

"- Eu fiquei com os grandes problemas: calendário do sexo e a posição, política, economia, guerras e terrorismo, UE e a ONU,  coisas chatas e complicadas".

"- E para piorar, enquanto a Rosa diminui os problemas com que se preocupar, o Alfredo vai ser menos um, eu vou aumentando. Agora ando preocupadíssimo com as alterações climáticas, a Amazónia e o Brexit", exclamou constrangido mas solenemente.

Ossapossabembeijar?

28 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D